6.4.18

ROS Beachwear: um cheirinho do que aí vem






Sou para lá de suspeita, eu sei, mas estou perdida de amores pela colecção SS2018 
E nada de verão a chegar!

A nova colecção vai ser lançada em Maio, junto com a abertura da nova loja ROS no centro de Lisboa. By the way, estou à procura de lojistas, podem ler mais aqui.

Ao longo deste mês, enquanto acaba a obra da loja vou mostrando fotos da nova colecção aqui.
Há muito para ver, são quase 100 referências!


Modelos
Diana Brites, aqui
Alexandra Araújo, aqui
Inês Neto, aqui
Mariana Soares Branco, aqui

Maquilhagem
Raquel Batalha, aqui

Fotografia
WSA, aqui

Spot
Ecorkhotel, aqui e sobre o qual já escrevi aqui numas férias de verão, ainda longe 
de imaginar que viria a ter uma marca de bikinis e fatos de banho.








SHARE:

Séries: La casa de papel


Trailer aqui

É hoje, é hoje que é lançada a 2ª Temporada da série La casa de papel, wee! 

Mas serve-me de pouco, o homem vai trabalhar o fim-de-semana inteiro e vou ter de esperar pela próxima semana. É muita ansiedade!

Através das redes sociais já tinha percebido que o mundo estava doido com esta série, mas como estava a ver outra fui adiando. Começámos a ver em Fevereiro com uma ideia "isto deve ser bom", mas rapidamente mudámos de opinião e passámos ao "isto é muuuito bom!".

Acho que em três ou quatro dias vimos a primeira temporada inteira, isto porque uma pessoa tem uma cria para cuidar, tem de dormir e trabalhar, porque de outra forma teríamos levado menos tempo a consumir os episódios. É assim de bom, ficamos ansiosos pelo episódio seguinte.

A série é espanhola, o que pode demover algumas pessoas. Há dias falei com uma amiga, recomendei-lhe esta série, mas torcia o nariz ao facto de ser espanhola. E ainda por cima fala espanhol tal como eu! Bom, a mim não me faz confusão, vejo em espanhol, francês, alemão, quando é bom não fico a pensar no idioma. E além disso, por falar espanhol, acho que há um plus em que percebo uma série de piadas e trocadilhos que não se conseguem traduzir.

La Casa de Papel é uma série sobre um assalto ao equivalente da nossa Casa da Moeda. O grupo muito bem composto é liderado por um tipo extraordinariamente inteligente, quase visionário, e durante meses engendram o maior assalto da história. Os planos são infalíveis, mas aqui entra a componente humana e o resto não posso contar, não vou ser spoiler. No entanto, posso dizer que é o tipo de série em que torcemos pelos bandidos.

Deixo uma nota para a música de entrada: adoro. E deixo outra nota musical: no 5º episódio existe um momento em que passam imagens a correr do que está a acontecer em vários pontos do assalto. O protagonistas estão aflitos, mas para quem está do lado da TV são uns minutos para rir que são acompanhados por um fado. Foi um momento extraordinário começar a ouvir acordes, pensar "mas isto é um fado!" e depois começar a ouvir uma voz portuguesa num fado tão giro. Foi memorável e é maravilhoso saber que isto está na Netflix para o mundo inteiro.

La Casa de Papel começou por passar no canal espanhol Antena 3, a Netflix deitou-lhe o olho, comprou os direitos e fez render o peixe. A série que tinha uma temporada passou a ter duas e ainda encolheu os episódios. Depois do novo "arranjo" a série passou a ter a 1ª Temporada com 13 episódios e a 2ª Temporada, lançada hoje, já espreitei, tem 9 episódios.

E agora vou ter de esperar por segunda-feira em sofrimento!

SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig