8.6.18

O sofá da Carmencita


Tenho recebido muitas mensagens perguntando de onde é o sofá da Carmencita que apareceu no InstaStories, é daqui

No entanto, esta é uma informação, não é uma recomendação. 

Procurei mil sofás, tudo sem gracinha nenhuma. Ou são lisos e básicos ou estão cheios de princesas, unicórnios e purpurinas, o que me obrigaria a usar óculos de sol na minha sala. Na procura estava sempre a voltar a este sofá que acho que vi pela primeira vez ainda estava grávida. Nunca me saiu da cabeça.

Acabámos por nos decidir por este. Mas quando chegou foi muito "é isto por 90€?".

É giro, cumpre a função, ela adorou, o tecido parece ser resistente, mas esperava melhor para o preço. O sofá vem com um fecho que não tem patilha no cursor, dizem que é pela segurança das crianças (tenho pouca paciência para estes dramas), abrindo com a ajuda de um clip que temos de ter em casa há outro fecho por dentro que também vem sem patilha no cursor e, pior, o fecho estava estragado, não corria. Não sei se o estragam de propósito para não abrir (ai, a segurança), se tive azar. Foi um filme para abrir, até que se abriu de vez, era recheio por todo o lado e agora tenho de prender o lado de dentro com uma daquelas peças do Ikea para fechar pacotes de comida. 

Foi uma desilusão ver que o sofá tinha enchimento de bolinhas de esferovite e não era de espuma. Por dentro nem sequer tem uma espécie de fronhas com enchimento a preencher o interior do sofá, tem canais e bolinhas de esferovite por todo o lado. Ou seja, para lavar o sofá tenho de enfiar milhões de bolinhas em algum lado.

O sofá também vinha com enchimento a mais, duro. Tive de meter uma concha de sopa no interior e tirar um saco de bolinhas lá de dentro.

Ela adora e é mesmo giro, mas dá vontade de perguntar à marca se por 90€ não querem antes fazer em bom, justificando o preço.






SHARE:

6.6.18

Capa de patroa!



Há dias, a trabalhar na minha nova loja ROS, estavam uns quantos telemóveis em cima do balcão e pedi a alguém que me trouxesse o meu. 

- Qual deles é que é?
- Que pergunta, vê-se logo! Muahahahah!

Não tem de enganar, vê-se ao longe.

As leitoras perguntaram por esta capa, comprei aqui, custa a loucura de 1,23€, portes gratuitos, é de silicone e muito jeitosa. Ando com ela há semanas e sem coragem de mudar. 



SHARE:

5.6.18

Feminismo ou histerismo?



Já fumei socialmente, dava-me prazer, mas nunca fui viciada. Podiam passar semanas ou meses sem fumar, não andava de cigarros na mala. Não era uma necessidade, era um prazer que tinha. Hoje em dia não compreendo, faz-me confusão ver fumar, faz-me imensa confusão o que as pessoas estão a fazer ao corpo de forma continuada, diária, às vezes mais do que uma vez na mesma hora, incomoda-me muitíssimo o cheiro e, embora não me tenha tornado fundamentalista a pregar na vida dos outros (cada um sabe de si), dou-me ao direito que pedir que não fumem ao meu lado se não me apetecer e de certeza peço que não fumem em cima da minha filha.

Fico incomodada com o egoísmo de pessoas que fumam dentro do carro com outras pessoas não fumadoras lá dentro. Fico doente se forem crianças, filhos a levar com o cigarro dos pais que se estão nas tintas ao fim do dia no regresso a casa. Desculpem, mas é estar-se nas tintas. Aliás, com tanta coisa de que não se pode usar o telemóvel enquanto se conduz, não tem qualquer lógica ser permitido fumar enquanto se conduz. Sei o motivo (não impedir o consumo) mas nunca percebi o argumento.

Há dias, numa festa, roubei de um cigarro de um amigo. Há mais de dois anos que não fumava, desde que fiquei grávida. Soube-me horrivelmente e devolvi o cigarro.

Ontem o PAM veio de casa de uns familiares com a Carmencita, eu fiquei a trabalhar. Quando chegaram, só de passarem por mim na entrada de casa fizeram-me logo protestar: "vocês tresandam a tabaco!". "E ninguém fumou...", respondeu o PAM. É isto, a casa já está entranhada, cola-se à pele, aos cabelos e à roupa. Não percebo como se vive assim dentro da própria casa e, honestamente, uma pessoa assim não tem muita vontade de ir. Se eu fico incomodada com isto, não imaginam o PAM que discute mesmo com os invasores de espaço.

E isto lembrou-me a polémica da Capazes, largamente avistada no feed do FB, a associação apresentou queixa (aqui) sobre a campanha anti-tabágica, “uma princesa não fuma”. Ainda não tinha lido sobre a queixa nem visto a campanha (aqui). Estava à espera de uma coisa inacreditavelmente ofensiva para a classe feminina, fui ver e a montanha pariu um rato. Era isto? A sério que não deu para perceber que aquilo é uma história de mãe e filha e a cena do "uma princesa não fuma" é uma coisa "pessoal" da história das protagonistas? Aquilo é ofensivo?

Honestamente, isto da Capazes já irrita. Já não é feminismo, é histerismo. Fico mais incomodada com a histeria do que com tudo o resto. Não acho a campanha particularmente boa do ponto de vista "implacável, as pessoas vão pensar duas vezes!", mas também não me ofende. É-me indiferente.

As Capazes parece que vivem numa constante necessidade polémica e tudo o que mexe é ofensivo. Todas as mulheres têm de ser fortes, determinadas, espectaculares. E algumas não são. Eu vejo mulheres que nem uma roupa conseguem escolher, quanto mais ter firmeza e determinação uma vida inteira perante todos. Tudo é motivo de murro na mesa e com isso estão a cair no ridículo, a perder a seriedade e o reconhecimento de quem está de fora.

Qualquer dia temos hermafroditas a fazer campanhas de detergentes, para não ofender as Capazes.

Mas eu entrego uma solução: o preço de um maço de tabaco tem cerca de 90% de impostos que vão para o Estado. É uma pequena mina que convém não abalar muito, pois é uma boa fonte. Ninguém no governo teria tomates para aumentar o maço de tabaco para 20€ ou 30€, que era 1€ ou 1,5€ por cigarro, pois mexia drasticamente no retorno que daria aos cofres do Estado, mas era isso que devia ser feito. Vão lá ver o preço do tabaco nos países do norte da Europa. Os fumadores até pensam duas vezes!

Em suma, temos um governo hipócrita que de um lado divulga campanhas e do outro estende a mão "dá cá o imposto que é meu", uma associação pela igualdade de género histérica e a culpa é da campanha.



SHARE:

4.6.18

Fiz um peeling superficial


Bom, na verdade fiz dois. E adorei! 

Já foi há alguns meses, foi de passagem que comentei nas redes sociais que estava a fazer peelings, vi muito interesse no assunto e fiquei de dar mais informação. As mulheres têm medo de colocar o rosto em centros duvidosos, o que funciona é o boca a boca, ir com a segurança de alguém que conhecem fez e correu bem. Eu percebo a insegurança, para mim foi igual e fui à CM Clínicas no Parque das Nações por recomendação de uma amiga. Adorei o resultado!

Antes da minha rinoplastia fiz duas sessões de peeling de ácido salicílico (de "sal"), com propriedades esfoliantes e antimicrobianas, que afina a camada superficial da pele, regulariza a oleosidade, e remove pontos negros. Este peeling superficial provoca uma descamação visível dias mais tarde (só me aconteceu no segundo peeling). No fundo é como ser uma cobra e levar a pele a renovar. Podem ver aqui no google imagens de antes e depois deste tipo de peeling.

No momento da aplicação arde um bocadinho, podemos ficar encarnadas, depois ficamos um bocadinho brancas e vamos embora com o produto a actuar mais umas horas. Retiramos já em casa com água. Nos dias seguintes é preciso fazer muita hidratação e sempre, sempre, protecção solar elevada. De preferência um chapéu para andar na rua.

Na altura usei este hidratante da Garnier, custa 6€ e foi uma agradável surpresa. Tinha-o em casa enviado pela marca e adorei. Achei que era boa ideia optar por um hidratante natural, lembrei-me que tinha este guardado, tem 96% de ingredientes de origem natural e não me desiludiu nada. Colocava três ou quatro vezes por dia, zero oleosidade.

O peeling salicílico é óptimo, logo no dia a seguir ao peeling a pele fica extraordinária, tesa, parecemos mais novas. Apenas sugiro que façam numa semana em que não têm um primeiro date ou um casamento, uma entrevista de trabalho, algo que estar a pelar da cara vos possa fazer sentir incomodadas. No entanto, é uma questão de quatro ou cinco dias, não é que fiquem a pelar da cara durante meses.

Eu tenho imensas manchas, a minha pele é um desastre de manchas que eu tenho consciência que (no meu caso) não têm solução com tratamentos superficiais, podem apenas ser melhoradas. Ainda assim, adorei o resultado. Se para mim é bom, imagino para quem não tem manchas!

Devia ter feito mais dois peelings, o objectivo eram quatro, mas entretanto fiz a rinoplastia e é impossível tocar no rosto para fazer extracção de porcarias, pelo que hei-de retomar noutra altura.

A pele está a devolver-me agora todas as asneiras que fiz no passado. Já devem ter ouvido a expressão "a pele tem memória", ou seja, não se esquece do que lhe fazemos e fiz muita estupidez em adolescente, sempre a querer ficar escura como um carvão. Se soubesse o que sei hoje! Mas também, nessa altura não se falava em cuidados como hoje, não havia a variedade de produtos que existem hoje, a protecção solar era no verão e uma miragem no inverno.

Hoje em dia é-me impossível não colocar protecção solar logo a seguir ao banho, está completamente integrado nas minhas rotinas, deixei de apanhar sol na cara e é normal verem-me de panamá na cabeça. Se me virem, não é uma questão de estilo, é mesmo um compromisso que assumi para a vida: sol na cara nunca mais. Nisto, a Carmencita vai aprender muito comigo, vou persegui-la.

Nota: não é recomendação patrocinada, eu procurei a CM Clínicas pelo meu pé através de uma amiga já cliente.




SHARE:

EGG Electronics x ROS Beachwear




O gozo que me deu "fazer" esta estação! E o mais giro é a história de como chegámos até aqui.

A EGG é uma marca portuguesa que vende estações de tomadas fabricadas em Portugal. Podem ver a ideia do conceito aqui. Já tenho uma destas tomadas no escritório da ROS, há outra na mesa do PAM no escritório de casa e hei-de ter mais uma para a minha mesa igual a esta.

Adoro estas estações, acho de uma criatividade genial tudo o que tem design, é atraente ao olho e na no fundo existe para preencher necessidades básicas. Quem é que gosta de fichas triplas e emaranhados de fios? Se algum dia quiserem criar um negócio, façam-no a partir das vossas necessidades, será sempre algo em que acreditam e que vai servir outras pessoas.

O negócio da EGG é um mega sucesso. Confesso, esta estação EGG Electronics x ROS Beachwear devia ter sido colocada à venda há uns meses, mas houve uma espécie de percalço. Mesmo antes do início de venda previsto, além da própria loja online, a EGG conquistou lugar na FNAC, na Amazon espanhola, na Amazon alemã, na Amazon italiana e na Amazon francesa. Já imaginam o que aconteceu: não havia stock que chegasse para a procura e tivemos de adiar o lançamento para uma altura em que não tivessem de dizer aos cliente "não há".

Mas a história deste casamento da EGG e da ROS é muito mais gira que isso. Deve ter sido há cerca de dois anos, o PAM que é todo interessado por novas tecnologias, leu um artigo sobre as estações de tomadas da EGG quando ainda eram um projecto. Comprou duas estações, uma para mim e outra para ele, que um dia mais tarde haveriam de chegar a casa. Passaram-se uns meses, chegaram, ofereceu-me de surpresa e adorei! Mesmo, mesmo, mesmo!

Mas o PAM tinha-se enganado e adquirido para mim uma capa branca, quando ele pretendia um padrão. Nisto, escreveu à marca para adquirir a tal capa. De lá respondeu uma pessoa muito porreira, sem salamaleques corporativos, numa linguagem jovem e a tratar por "tu". A capa chegou e publiquei nas redes sociais do blogue. Era tão giro que tinha de mostrar e recomendar.

Nisto, chegaram ao Tiago mil mensagens dizendo que o negócio dele, a EGG, estava "na Maçã". Era toda uma histeria das suas amigas e o Tiago, no aeroporto de partida numa viagem de trabalho para fazer crescer a marca, perguntava "mas quem é a Maçã?".

O destino e o diálogo fizeram o resto, tive a ideia de imprimir capas EGG com um padrão ROS, o Tiago adorou a ideia, escolhemos em conjunto um dos padrões mais bem sucedidos, o LEQUE, e tem sido mesmo giro de ver o resultado.

Quem tem estas estações não me deixa mentir: além de darem um jeitão, os fios eléctricos ficam arrumados e ao olho fica bonito. A estação já tem que tempos, é um excelente produto nacional.

Algumas leitoras devem ter bikinis ou fatos de banho neste padrão (este ano há este padrão dentro do género) e identificam-no rapidamente. Também não me deixam mentir: é giro que se farta!

EGG Electronics x ROS Beachwear
disponível aqui



 



SHARE:

30.5.18

Coisa mai'linda, pá! ROS Beachwear SS2018


Finalmente pus na rua a colecção ROS Beachwear SS2018. E já vai desfalcada, depois do Summer Market Stylista há imensas roturas de stock, mas nada temam, a maioria dos modelos vai ter reposição durante o mês de Junho. Basta clicar no modelo, se aparecer a informação "novo stock brevemente" junto à descrição, ainda vou ter mais. Se não aparecer é porque esgotou mesmo.

Caso queiram algum modelo que não exista, é só enviar um mail para a marca indicando o modelo pretendido, tamanho, contacto e as meninas na loja tratarão de avisar assim que chegar. Agora é todo um novo sistema e ainda mais pessoal a trabalhar.

Adorei fazer esta colecção, acho que ficou mesmo conseguida! Mas com a loja ROS, stresses diversos e tanta coisa que quero fazer, ainda não consegui gozar esta colecção como deve ser e já estou com as mãos em 2019. Os padrões já estão escolhidos e os modelos desenhados, vai entrar a produção de protótipos 2019 e adoro o meu trabalho, pesquisar materiais, decidir cores, gosto mesmo, não há dúvidas.

Estes são alguns dos meus modelos preferidos da colecção SS2018:






  








Olho para cada um dos modelos e são os meus bebés!

Para quem procura informações sobre compras, há perguntas já respondidas nas Perguntas Frequentes, aqui. Já agora, tenho um pedido às leitoras: se acharem que existem perguntas que não constam da lista, sugiram e ajudem-me a melhorar. Aceito sempre sugestões, não tenho a mania que sei tudo, fico sempre agradecida que me ajudem a melhorar. Pode parecer que não, mas sobre os meus negócio eu leio tudo e todas as sugestões.

Além de tudo isto - surpresa, surpresa - vou passar a ter duas colecções por ano, ainda virá uma colecção de inverno, mais pequena, porque há muita clientela a ir para fora quando está frio por cá. E é verdade, para mim é a melhor altura para fazer férias, eu incluo-me neste grupo de pessoas.

Amanhã abre a loja. Aaaaaaah!, estou maluca para mostrar! 




SHARE:

A Maçã em estado líquido



Garrafa Monbento, daqui.


Andava em busca da garrafa de água perfeita há que tempos e aqui está ela! Foi uma longa procura. 

Garrafas giras não faltam no mercado, mas o que gostava ou era pesado, ou grande demais, ou tinha um gargalo chato, ou era demasiado design para ser fácil de usar, ou não era à prova de derrame, não estava convencida e muitas vezes usava garrafas de plástico, daquelas de água mineral. Mas não gostava, estas embalagens estão cada vez mais finas no material, moles, fazem um barulhão só de lhes pegar, dobram-se todas, não são propriamente laváveis e não parecem ser saudáveis para reutilização.

Entretanto cruzei-me com este artigo, nos EUA fizeram um estudo e encontraram partículas de plástico muito além do aceitável em águas engarrafadas. o que me motivou ainda mais a encontrar a garrafa.

Não conhecia a marca Monbento, descobri na Interior Design Inexistência, aqui, e é uma marca muito dedicada em comer fora de casa, o que já quase todos fazemos. 

A garrafa existe em várias cores, tem um design óptimo para não ocupar muito espaço, para ser fácil de beber o que lá levarem, é fácil de agarrar, pode ser lavada na máquina de lavar a loiça (ou com escovilhão), não tem BPA, a zona de cor onde se agarra é de um óptimo material que se chama Soft Touch, tem capacidade para 500 ml (o que é perfeito porque quando ando na rua e não há WC por perto não dá para beber mais, chega perfeitamente), tem um nice price de 15,90€ e, maravilha das maravilhas, não verte! A sério, tem andado aos tombos na minha mala, não tenho reclamações a fazer.

Confesso que não sou muito de beber água, eu é mais chá frio, por isso a minha garrafa costuma ter cor no conteúdo. 

Não, a marca Monbento não me está a patrocinar para escrever. Eu gosto mesmo da garrafa e recomendo. Gosto tanto dela que até tenho usado em casa, quando estou fechada no escritório e ainda me serve noutra função: como sei que tem 500ml, tento beber três garrafas por dia para ter a certeza que o corpo tem a hidratação que precisa. Às vezes consigo, outras não, mas uma pessoa vai tentando!


SHARE:

3.5.18

Séries: "Mecanismo"



Trailer aqui

Aaaah, esse seriado é bom djimais, cara!

Mecanismo, que maravilha de série! No IMDB a série tem uma pontuação de 9! Isso quase não existe!

"Caso lava-jacto", uma investigação de corrupção no seio do governo brasileiro que envolve empresas de energia e de construção e que dispensa apresentações. Já todos seguimos nas notícias, o escândalo no Brasil não pára e resultou em penas de prisão históricas, até a de um presidente.

O caso é tão cabeludo que vai para lá da imaginação. Mas o mesmo criador da série Narcos e dos filmes Tropa de Elite, pegou na história e criou uma trama viciante. A pergunta que nos fazemos é: afinal, quem é que não está envolvido? 

Lá para o fim da 1ª Temporada percebe-se o motivo para a série ter recebido este nome. E é uma verdade implacável. Adoro o Brasil, vou lá todos os anos, às vezes mais do que uma vez por ano, mas não consigo ver o país a sair daquilo que tem de pior. Não existe como sacudir o seu lado mau.

Recomendo, recomendo!

Há apenas uma questão que eu não consigo perceber: não sei se o som da série é mau, se eles falam de maneira esquisita propositadamente. Certo é que eu nunca na vida tive problemas para compreender português brasileiro, cresci a ver novelas, mas para ver esta série, optámos por colocar legendas em PT. Há frases inteiras que não se compreendem!



SHARE:

2.5.18

I love home style #30



Ah, que vontade de fazer o mesmo no meu WC de visitas!




SHARE:

Das coisas que deixam saudade ❤



Riqueza da coxa grossa, já não me lembro dela assim. Tenho de avivar a memória com fotos.

Olhando para trás, das coisas que mais sinto saudade é deste berço. Não, não é publicidade, foi um presente da família quando ainda estava grávida. Olho para as fotos e quase dá vontade de ter outro bebé, só para poder dormir assim outra vez, com a cria mesmo ao meu lado.

A Carmencita dormiu sempre junto a mim no berço Next2Me da Chicco até cerca dos oito meses. Estiquei o tempo o mais que pude, foi até ao limite de segurança, mas começou a sentar-se e a agarrar-se às coisas, podia debruçar-se e cair, não dava para continuar. Se fosse só pelo tamanho o berço continuaria a servir, mudou apenas porque ganhou mobilidade.

Foi das coisas de que mais gostei, o berço aberto, ela junto a mim, nós com espaço na cama. Poder dar-lhe a mão, mexer nela, era tão, tão, bom! Quantas vezes o PAM nos apanhou de madrugada de mão dada. Mas aos oito meses teve de passar para o quarto dela, para a cama de grades (também óptima, da Oficina Rústica, hei-de recomendar) e foi uma semana que me partiu o coração.

Vi agora um anúncio a este berço, lembrei com saudade desse tempo, do bom que era e lembrei-me também de recomendar: se estão grávidas, se conhecem alguém à espera de bebé, este é o berço. Mas é mesmo, não podia recomendar mais! Eu tinha um berço de família, giro, à antiga, muito instamaterial, mas este oferecia-me uma proximidade e facilidade que queria experimentar. Chegou na forma de presente de família e ficará sempre na minha memória.

Uns três meses depois de recebermos o Next2Me apareceu uma nova versão, o Next2Me Dream. É uma diferença de 30€ que acho que deve valer a pena para ter sistema de embalar nos pés do berço e uma forma mais prática de subir e descer a lateral. 

O berço da Carmencita voltou à caixa, impecável, novo, parecia saído da loja. Foi arrumado cheio de memórias. Hoje em dia ela passa as manhãs na nossa cama armada em dona e rainha do espaço. Apanho cada chapada que vejo estrelas, a via láctea e um universo paralelo. Também é bom, mas menos romântico. Se soubesse o que sei hoje tinha comprado uma cama de casal de 2m e não de 1,8m (é outra recomendação que vos deixo!).



SHARE:

26.4.18

Desejo de consumo #27





Saint Laurent, modelo Loulou


Ah.. por que sois tão caros?

Adoro, mas para cima de 300€ nuns óculos de sol que passarão de moda num instante 
não dá para a minha mentalidade.

Aguardemos que a ZARA ou outra marca reproduza com qualidade.
Avisem-me!


SHARE:

Isto sim, são pestanas! E não são falsas, são minhas.


A Andreia Calisto fez e eu, invejosa, também quis! Era uma necessidade e nem sabia que esta novidade da estética existia.

A semana passada fiz um lifting de pestanas. Subir pestanas, enrolar, endireitá-las para o alto. Eu não sei dizer o que aconteceu, eu tinha óptimas pestanas, mas durante a gravidez deu-se ali uma renovação de pestanas e nunca mais foi a mesma coisa. Continuo a ter boas pestanas, mas estão direitas, quase rectas. Usar máscara resolve, mas eu não gosto de usar máscara todos os dias, não faz o meu género. Uso maquilhagem diariamente para a pele ter bom aspecto, mas não para me pintar, deixo isso para os dias especiais.

Mas!, claro, se existisse um método espectacular para pestanas, não recusava. E descobri-o. Já não me imagino a olhar-me ao espelho sem o lifting de pestanas. Elas estão de volta!

Este é um tratamento estético que alonga e curva as pestanas naturais, não há cá pestanas falsas ou necessidade de manutenções. Faz-se uma vez e está feito, enquanto a pestana durar, dura o efeito do lifting. Quando as pestanas chegarem ao seu momento de queda, nascem novas pestanas sem lifting, simples. Segundo a Sofia, em média o tratamento faz-se a cada 8 semanas.

A sessão dura cerca de um hora. É preciso limpar as pestanas de gorduras e sujidade, depois são 15 minutos de tempo para o produto que dá a curvatura, retira-se, mais 15 minutos de um novo produto para escurecer as pestanas e torná-las mais volumosas, retira-se e dão-se os toques finais para irmos para a rua com as pestanas reviradas. 

Como estou na foto é como acordo todos os dias. Já fiz o tratamento há uma semana e continua impecável. Até as pestanas inferiores que não tiveram nenhum tratamento me parecem mais bonitas.

No momento a seguir ao fim do procedimento, olhei-me ao espelho e adorei o efeito. Mas perguntei-me se não seria demais para todos os dias. E quase sentia as pestanas a tocar nas pálpebras. A Sofia disse que não me ralasse, ia habituar-me e tinha razão: já não sinto as pestanas a tocar e não acho demais para todos os dias, acho perfeitas. Deviam estar sempre assim, nem me imagino a voltar atrás.

Agora, de cada vez que me cai uma pestana olho para ela e penso: "sacana!". E não, não me caem mais pestanas do que o costume, está tudo igual em termos de quantidade. Em termos de cuidados, não há grande complicação, é não mergulhar as pestanas em água (ou outros produtos) nas primeiras 24H e de vez em quando dar-lhe um bocadinho de óleo. Tenho usado o Bio-oil, basta uma gota na impressão digital e aplicar com o dedo como se colocasse uma máscara.

Acho mesmo que esta novidade da estética é a solução à extensão de pestanas que, além de ser muito mais caro, com o tempo fica uma coisa horrível. Fiz uma vez há mil anos, fica lindo os primeiros dias, não mais que uma semana, para depois ser um instrumento de tortura: ficam dobradas com as noites na almofada, é um sarilho endireitar, agarram-se à roupa, com isso prendem e puxam a pestana natural em modo depilação por pinça. Aconteceu-me algumas vezes e num caso claramente provocou um traumatismo da pestana que passou a crescer para o lado. Dizem que a manutenção se deve fazer a cada 3 ou 4 semanas, right! Para mim seria impossível tanto tempo, retirar é mais uma pequena fortuna e é um enfado andar sempre com mil cuidados. No imediato adorei, a longo prazo não quero nem dado.

Além disso, tenho visto casos ridículos de extensões de pestanas. A sério, estas pessoas olham-se ao espelho? Pessoas que usam extensões há décadas, já não conseguem voltar atrás (o que percebo), já têm as pestanas naturais completamente agredidas, nas poucas que têm continuam a colocar mais extensões, algumas enormes para dividirem espaço com pequenos cotos, notam-se dobras de dormir... aquilo não tem jeito nenhum, acho até rasca, vê-se a milhas que é falso e manhoso.

Portanto, para quem se depara com dificuldade de viver sem extensão de pestanas, se as têm feitas num oito (ou se querem mudar para um método mais barato e menos complicado/trabalhoso), aconselho a retirar as extensões, viver uma fase ar e liberdade e um dia optar por esta versão, mil vezes melhor. Isto sim, são pestanas bonitas e são as nossas.

Para além do lifting de pestanas (valor 50€) a Sofia é muito boa em design de sobrancelhas e faz microblading (valor sob avaliação). Eu que queria fazer microblading para tapar uma falha que tenho desde que nasci, escolhi fazer com a Sofia. Estou só à espera que cresçam uns pêlos que "preciso" para acompanhar o futuro design (esta fase mata-me) e estou pronta para avançar.

Podem ver os trabalhos da Glow by Sofia, aqui. Ela é uma querida, tem uma voz doce e calma e ainda cheira bem! 

Setúbal – Rua Augusto Cardoso nº 44
Lisboa (às Quintas) – Avenida da República nº 101, 4ºA (o edifício da Luxor)
Contacto 918 084 052



SHARE:

25.4.18

I love home style #29






SHARE:

Séries: "Dark"




Que série tão boa! Ah, uma pessoa até tem vontade de escrever palavrões para reforçar que é mesmo boa! Vi no início deste ano e nunca mais me saiu da cabeça. No IMDB leva uma pontuação de 8,7 o que é assim ao nível do extraordinário. Trailer aqui.

Em poucas palavras para não estragar para quem não viu, Winden é uma pequena cidade na Alemanha, quase uma aldeia na medida em que todos se conhecem desde sempre, desde o tempo de escola, lembram quem namorou com quem na adolescência, os filhos andam na escola onde andaram os adultos, é um meio muito pacato e pequeno, quase aborrecido, nada acontece. Até que uma criança desaparece no meio da floresta. O pai dessa criança é polícia. Coincidência, o pai já carregava um enorme sentimento de culpa com o desaparecimento do seu irmão mais novo, 33 anos antes, que nunca apareceu.

Esta série é uma produção original alemã da Netflix, foi lançada em Dezembro de 2017. Não será para toda a gente porque é em alemão (a mim não faz diferença nenhuma) e porque está descrita como a série mais complicada da Netflix. É um molho de brócolos! É uma série para pensar e puxar pelos neurónios, acompanhar aquilo tudo não é fácil.

A 1ª Temporada tem dez episódios e o trailer pode enganar. Quase parece uma coisa de terror, mas não há terror na série (detesto terror), mas garanto um suspense de andar aos saltos no sofá. É daquelas séries que no dia seguinte estamos a desesperar por mais um episódio.

No último episódio percebe-se que vem aí uma segunda temporada, não sei quando é o lançamento e não estou a ver como. Espero que não estraguem, fiquei muito desconfiada com uma continuação, mas eu quero é que me surpreendam!


SHARE:

24.4.18

O meu sushi preferido? Amaterasu - Pateo do Sushi



Posso jurar que 90% das vezes que comemos fora optamos por sushi e talvez por isso me perguntem tantas vezes que sushi recomendo. Há três anos que faço a mesma escolha, o Amaterasu - Pateo do Sushi. Não fica numa zona trendy, não é central, mas é o melhor e com uma relação qualidade-preço que não existe em mais lado nenhum. É sempre a nossa opção, já perdemos a conta aos amigos e jantares com a família que ali fizemos e já devem ter visto muitas vezes em publicações que fiz nas redes sociais do blogue.

Um restaurante manter-se há três anos como preferido (para mim e para o PAM), é obra! Tendo a achar que os restaurantes muitas vezes perdem qualidade ou nós enjoamos, mas este é mesmo, mesmo, bom e mantém-se no nosso pódio desde a primavera de 2016.

Quando abriu adorei a experiência, foi fenomenal, mas achei a zona quase uma pena. Um restaurante tão bom tinha de estar no centro de Lisboa (está em Algés), mas de facto a qualidade faz com que as pessoas se desloquem e rapidamente se tornou um sucesso. O espaço que já é grande precisava do dobro de mesas: está sempre cheio! Convém marcar, é um fenómeno de visitas a qualquer dia da semana, fui lá algumas vezes para ir embora desgostosa.

Não há, não há, não há em nenhum lado, uma sopa shimeji shiro como há neste restaurante. Eu sou capaz de ir lá só pela sopa. Cá entre nós, eu queria era que me convidassem: "a menina é tão boa cliente, venha cá aprender a fazer a sopa na nossa cozinha". Já viajei muito, vou sempre a restaurantes de sushi noutras cidades e nunca encontrei uma sopa como esta.

Um dia fui ao Amaterasu com uma das minhas tias, perguntei se queria uma sopa miso de cogumelos, fez uma cara de dúvida, perguntando: "mas isso não é um bocadinho água de lavar pratos?". A típica pergunta de quem nunca bebeu uma sopa destas a sério. Uma vez na mesa, mudou completamente de opinião e também nunca tinha provado uma assim. Eu já bebi tantas sopas miso, duvido que já tenham bebido igual. Não há vez que eu vá este restaurante e não peça uma sopa shimeji shiro.

Há dois anos que não saio muito do registo de pedidos que deixo abaixo. Podia fazer ali uma refeição por dia e era feliz.

Sopa shimeji shiro
Ceviche Amaterasu ou Ceviche Oriental
Menu de almoço (que inclui gyozas de entrada)

ou

Sopa shimeji shiro
Ceviche Amaterasu ou Ceviche Oriental
Combinado de gunkans (uma degustação de 18 gunkans de babar)

ou

Sopa shimeji shiro
Gyozas de legumes
Combinado Bankai (36 maravilhosas peças de fusão)


Acho que duas vezes por semana existe regime all you can eat de sushi tradicional, mas eu é mais fusão, pelo que só experimentei uma vez, não é o meu género.

Não sei como, nunca experimentei os Ramen.

Podem consultar a carta com maior pormenor aqui.
O facebook do Amaterasu - Pateo do Sushi está aqui.

Também aceitam take away, o que foi de muito valor nos primeiros dias depois de a Carmencita ter nascido. Sabia-me pela vida!

Recomendo, recomendo, recomendo!


SHARE:

Para a cara: Nude Touch


Há dias fui ao lançamento da novidade Bioderma que se apresentava como uma "revolução na protecção solar". E de facto é tão bom que abandonei o protector que estava a usar para passar a usar este.

O sol é maravilhoso, todos ficamos mais bonitos quando bronzeados, mexe com a auto-estima, há um bem estar psicológico associado, o verão é animador, mas não há bela sem senão: o sol pode provocar queimaduras, envelhecimento precoce e - eu que o diga, snhiff! - manchas solares. 

O Photoderm NUDE Touch SPF 50+ é indicado para peles mistas e oleosas e tem uma textura que tenho dificuldade em descrever. Não é um creme, é mais uma uma loção leve com acabamento pele de pêssego anti-imperfeições. É como se fizesse desaparecer poros e manchas, não sendo uma base, daí o nome Nude Touch. Estou rendida com este acabamento! 

Tenho usado a versão Natural, existe o Claro e o Dourado (que hei-de experimentar no verão).

Além da protecção solar e do acabamento aveludado, esta protecção solar tem uma patente que regula a quantidade de gordura que a pele produz, prevenindo borbulhas e pontos negros. Encontram informação mais detalhada aqui.
  • SPF 50+
  • 100% filtros minerais
  • Sem perfume
  • Hipoalergénico
  • Muito resistente à água
  • Excelente tolerância e elevada segurança

Não acho a embalagem a mais simples de sempre para retirar produto, mas tem certamente a ver com a necessidade de agitar antes da aplicação e com o facto de ter uma tecnologia liquid to powder, com agentes que evaporam após aplicação, criando a fórmula tão leve e o acabamento tão espectacular. 

Experimentem os testers nos pontos de venda, é mesmo maravilhoso, abandonei a protecção solar que tinha para passar para esta e tanto dá para usar no dia-a-dia como na praia.

A questão das manchas tem-me provocado muita angústia. Já tinha algumas manchas nas bochechas, mas desde Setembro de 2017 estão em modo multiplicação. Estou desesperada em busca de soluções, não encontro grandes fototerapias (queria fazer laser), o que encontrei recusaram porque tenho algumas sardas. Não tem sido um processo nada fácil.

E o que me resta é prevenção. Se eu soubesse o que sei hoje! Conta a minha mãe que no tempo dela não existiam cremes, ninguém usava, o que soa tão estranho. No meu tempo não havia a variedade que há hoje, colocava-se protecção solar na praia, no verão e ninguém pensava no resto do ano. E mesmo assim, na adolescência fazia disparates com as amigas para ficar o mais escura possível. 

Estou a pagar por cada um desses pecados agora. A pele tem memória e uns anos mais tarde devolve o resultado de todas as asneiras. Tenho a certeza que vou perseguir e instruir a Carmencita nos cuidados de pele. Ficar bronzeada é bonito, mas ter uma pele bonita é muito melhor. Em termos de uniformidade já perdi, assumi o compromisso de nunca mais expor o rosto ao sol, vamos ver se os próximos anos me poupam mais um pouco.

#nãoépublicidade 


SHARE:

22.4.18

Onde ficar em Lisboa? Uma casinha de bonecas também é giro


A vós, xuxus, que sois de todos os pontos do país e me perguntam sempre onde ficar, trago-vos mais uma casa de confiança onde se instalarem numa visita a Lisboa.

Esta casa é da minha irmã do meio! É assim, o empreendedorismo corre-nos nas veias, vai daí comprou uma casa de bonecas na Mouraria, muito queridinha e perfeita para uma visita à cidade. É neste tipo de casas que fico quando vou para fora.

A casa está inserida no típico ambiente de bairro da Mouraria, está bem servida de transportes, tem uma cama e um sofá confortáveis, lençóis de qualidade, tem internet, TV por cabo, cozinha apetrechada com o que é preciso, não falta nada para uns dias de passeio.

A casa e a agenda são geridas por uma empresa de short renting, pelo que não se cruzam com a minha irmã, mas deixo garantida a segurança e o profissionalismo. Não ficarão sem um rim!

O negócio está a correr bem, de um mês para o seguinte a agenda fica lotada, pelo que é conveniente marcar com antecedência.

Caso interesse, para terem um desconto AirBnb, marquem através deste link que está ligado ao meu perfil. Desta forma vão numa espécie de recomendação da minha parte e pagam menos 35€ na primeira noite.

Caso não consigam marcar, há outras sugestões que já fiz para Lisboa, tudo pessoas da minha confiança, é clicar no link abaixo do post onde diz Airbnb.

Boas viagens!


SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig