28.3.18

As pestaninhas da Carmencita



Estava grávida quando encomendei umas pestaninhas para o quarto da Carmencita, um ano depois é que as apliquei na parede. Podia ser pior!

As pestanas vêm com umas esponjinhas que colam dos dois lados como uma fita-cola extra, extra, forte. Atenção quando aplicarem, porque depois de encostar à parede não e fácil de tirar sem a tinta vir atrás.

A página onde encomendei as pestanas já não existe, mas não faltam aqui fornecedores. É escolher!





SHARE:

The LOFT: a escolha dos profissionais


A história por detrás do novo negócio: o The LOFT, ler aqui.


O The LOFT marca o primeiro aniversário em Maio e para vos levar a experimentar e a mudar, contem com 25% de desconto até ao fim de Março, o mês do Dia da Mulher (marcações para mulheres ou homens), exclusivo para leitoras deste blogue.

A agenda está cheia, eu sei, as leitoras já "reclamaram", portanto quem marcar até ao fim de Março, se só houver agenda para Abril pode contar com o mesmo desconto.

Morada e contactos no FB do The LOFT ou no Instagram do The LOFT.
Site do The LOFT, aqui.


Para abrir um negócio destes não há segredo nenhum que os profissionais têm de ser daqueles que queremos ser clientes o resto da vida. É como o dermatologista que não mudamos, já nos conhece a pele. Ter um hair stylist que também nos conhece o cabelo e sabe fazer sugestões de bom gosto, adequadas ao nosso estilo, que percebe de corte e de cor, que sabe esconder brancos sem fazer do cabelo aquilo que eu chamo de "cabeção" (cor uniforme da raiz às pontas tornando evidente e a milhas que o cabelo é pintado, pouco natural), é mesmo como ter aquele médico que não abandonamos.

O Samuel e o Ivan foram escolha e vontade que fizessem parte do projecto desde o seu início. O seu profissionalismo já era conhecido, convencê-los a fazer parte de um projecto que ia arrancar é que foi obra! Adoro-os, não tenho um preferido, trato do cabelo com e com outro, alternando.



O Samuel Mourato percebe mesmo de cabelos e é muito boa onda. Adoro a alma deste homem. Para ele cuidar do cabelo é gostarmos de nós próprios. Começou nas Artes e descobriu a veia artística nos cabelos. É hair stylist já com bodas de prata, se existissem para as profissões. Trabalhou nos espaços mais conceituados de Lisboa, como o antigo Allure e é evidente que adora o que faz.



O Ivan Severiano está sempre pronto para rir. Conta que desde pequenino apresentava uma veia artística lá em casa. A sua experiência com cabelos começou no cabeleireiro da mãe. Puxou pela criatividade para dar cor e forma aos cabelos e encontrou o seu percurso profissional.

O Ivan trabalhou noutros espaços trendy de Lisboa, já leva mais de uma década de profissão e também é conhecido entre as mulheres como "o cabeleireiro da Pipoca" (a blogger).







Fotografias by Zé Diogo Lucena, WSA Creative Agency


E é assim que tenho recebido alguns contactos ❤
Fico de alma lavada e confiante no futuro deste espaço que eu sei é mesmo bom e não é por ser meu, é porque a equipa foi escolhida a dedo para proporcionar o melhor serviço. Noutras palavras, ali serão atendidas como eu gosto de ser atendida.




 









SHARE:

23.3.18

Uma pen para o iPhone: dramas resolvidos!



De iPhone nas mãos, quantas vezes já receberam o aviso "a memória está quase cheia"? É de um santo perder a paciência. Isto devia ser vitalício!

Um dia passeava na net quando o feed do FB me deu uma página publicitária de pens para o Iphone. Cliquei, tudo muito atraente, mas não me apetecia dar 40€ por uma pen que não sabia se cumpria o que prometia como imaginava.

Ao observar a página percebi que devia ser material da China. Fui ao AliExpress e rapidamente encontrei as mesmas pens, a menos de metade do preço, aqui.

Comprei a versão de 32GB, cor Rose Gold e isto foi das melhores compras que fiz ultimamente! Abençoada pen!

Depois de instalar a aplicação, não há nada como espetar a pen no local onde carrega a bateria, passar as fotos que tirei no fim-de-semana, por exemplo, para a pen, tirar, espetar a pen no portátil com o lado USB e guardar as imagens no meu disco externo. Assim, só a arrastar de um lado para o outro e onde posso guardar imensa informação. Estou encantada!

Recomendo, recomendo, recomendo  





SHARE:

19.3.18

Cirurgia plástica: e preços?


É difícil responder a todas as pessoas que me contactam, por isso escrevo este post sobre preços.



Quanto paguei pela minha cirurgia?

Toda a gente quer saber quanto se paga por uma redução mamária, por uma rinoplastia, por lipoaspirar a papada ou fechar furos de piercings, tudo o que fiz a semana passada.

E ainda não respondi porque não sei quanto paguei e não sei o que responder. É evidente que eu sei quanto paguei no total, mas não sei qual a fatia relativa a cada um dos procedimentos. Além disso, se fiz uma redução mamária e aproveitei para fazer outras coisas, os procedimentos acrescidos ficam mais baratos porque não estou a usar o bloco operatório mais do que uma vez e os profissionais são os mesmos. Ou seja, na soma existe uma espécie de poupança e sinto que estar a dizer o valor que paguei no total pode ser parvo e induzir em erro, não é por nenhum secretismo.

Além disso, se pegarmos no exemplo das maminhas, há quem tenha menos para tirar, há quem tenha um peso enorme a tirar; há quem tenha o peito descaído e só o queira levantar; há quem tenha uma mama muito maior que outra e só queira equilibrar; há quem tenha mamilos mal posicionados de nascença e queira endireitar; existe um sem número de factores que naturalmente faz oscilar o valor final de um procedimento quer pelo tempo que demora, quer pela dificuldade.

Mas existe uma maneira de saber quanto custa a cirurgia que gostaríamos de fazer, a nossa, não a de outra pessoa e que consiste em fazer que eu fiz: com o meu seguro marquei uma consulta no Hospital dos Lusíadas que me custou 8,50€. Estive que tempos na consulta, o Dr. viu o caso com rigor, respondeu a todas as minhas perguntas, indicou preços e saí de lá esclarecida para tomar uma decisão para mim, adequada ao meu caso e não com base do que li noutro blogue. Repito, isto com o seguro custou-me 8,50€.

Por mais que eu queira ajudar e responder, não é muito melhor marcar uma consulta, ir saber, ganhar conhecimentos e saber com rigor sobre o nosso caso em vez de estar a formar opiniões com base noutra situação? Fiz a consulta no Hospital dos Lusíadas, mas depois acabei por fazer a cirurgia na Clínica da Beloura. O Dr. João trabalha em vários espaços, podem escolher.

Depois dessa consulta que não obriga a qualquer compromisso podem pensar se querem avançar, se não querem, se vão poupar, seja o que for, mas só assim tomam a vossa decisão com rigor. E o mais certo é saírem da consulta surpreendidas com tanta informação. E optimistas. Eu fiquei!


Respondendo também a outra pergunta importante além do preço, por que motivo escolhi o Dr. João Bastos Martins?

O Dr. João fazia parte da equipa que reduziu as maminhas a duas pessoas da minha família. Por sua vez, estas maminhas que eu vi (e acompanhei a recuperação), que ficaram tão bem, foram o mote para eu querer fazer igual. Basicamente eu queria aquelas maminhas.

Além disso tinha opiniões de terceiros, pessoas menos próximas, que só tinham bem a dizer do médico. Depois de dar início ao tema no blogue, por coincidência apareceram leitoras que foram operadas pelo Dr. João, afirmando que eu ia adorar (e confirma-se). Ele tem um excelente currículo (ver aqui), nas redes sociais (aqui e aqui) podem ver-se imagens do trabalho dele, que explorei e gostei e para quem acompanha programas de TV sobre cirurgia plástica percebe-se que está actualizado.

Em consulta, gostei mesmo dele. Gosto da forma como se explica, do sentido estético, da educação, do profissionalismo, do cuidado, do respeito, da capacidade de resposta, eu só tenho elogios a dar. Depois de todo este processo dá vontade de lhe dizer "aparece lá em casa para jantar!".

Além disso, podem ir à consulta e ainda lavam a vista, filhas!



SHARE:

O presente do 1º aniversário da Carmencita



Mostrei nas redes sociais as bonecas que comprei para o primeiro aniversário da Carmencita. Achei que tinha a nossa cara, dormimos juntas muitas vezes, tal como na foto, ela gosta, as bonecas são representação disso mesmo e espero que durem muito tempo.

E as leitoras estão doidas porque querem igual!

Cruzei-me com estas bonecas numa página qualquer que não lembro, chamam-se "Angela Dolls" e têm uma etiqueta lateral que diz "MeToo". Ora, segui para o AliExpress e encontrei-as em segundos. Sei que as bonecas se vendem por cá em algumas lojas, não faço ideia a que preço, mas parece que onde fui buscar é um bocadinho como ir à fonte.

Existem vários modelos, várias cores de roupas, a mãe tem 34cm de altura e a filha tem 18cm de altura. A filha traz ainda um gancho que se prende à roupa da mãe e assim podem andar juntas, sem se perderem uma da outra. Em alternativa, o gancho da filha também se pode prender ao carrinho, à cama, ao ovo, onde entenderem.

Comprei a mãe e a filha aqui, mas os preços eram diferentes na altura da mina compra, pois paguei 12,55€ pelas duas e agora o total está em 23,65€. Os preços podem voltar a mudar ou têm aqui a mãe a 7,70€ e aqui a filha a 3,31€, o que perfaz um total de 11,01€ (com preços à data de hoje).

O transporte não foi rápido, levou cinco ou seis semanas a chegar, dentro dos cerca de 50 dias que estimavam. mas chegou impecável.

As bonecas são leves, giras, não trazem nenhum tipo de cheiros, recomendo!



SHARE:

16.3.18

O 1º aniversário da Carmencita



Está uma riqueza de bebé e fez o primeiro aniversário no dia 2 de Março. Tão querida, tão querida, tão querida! Só apetece apertar com mil beijos e morder sem estragar.

Faltavam uns dias para o aniversário da Carmencita quando este bolo da Miss Brownie apareceu no meu feed do FB. Fiquei obcecada, durante dias só pensei neste bolo. Eu até sou do género de fazer os bolos de aniversário porque tenho óptimas memórias de a minha mãe cozinhar bolos de anos a cada dia de soprar velas. Mas convenhamos, o bolo este ano era para mim, não para a cria que nem provou (temos pena!).

Desisti da ideia de cozinhar um bolo, poupei trabalho e encomendei este bolo à Miss Brownie, de onde já conhecia os brigadeiros de colher, mas pelo aspecto este bolo não ia ficar atrás. Quando o fui buscar namorei-o que tempos: que bolo tão bonito! E na altura de cortar choraminguei ter de o estragar.

Adorei este bolo, cheio de recheio, cheio de frutas, framboesas em todas as camadas sem intenção de poupar, ah... tão bom, comia já outro. E se é que é possível, a única fatia que sobrou para o dia seguinte, achei-o ainda mais saboroso (ou sou eu que sou lambona).

Para quem tem festas, levem daqui esta recomendação, é mesmo maravilhoso. Isto sim é um bolo! Abomino aqueles bolos com bonecada, "parabéns" desenhado a saco de pasteleiro, massas de pão de ló com recheio de doce de ovos falso, poupem os convidados que não merecem. É todo um bom gosto na decoração que não falha sequer no "prato" que é um cartão dourado em vez daqueles papéis brancos rendados, tão manhosos e tão comuns.

E para quem vai casar, este bolo em pirâmide é dos mais bonitos que já vi, como podem ver aqui em várias versões. Se eu fosse dar uma festa de casamento, nem pensava duas vezes, eles merecem toda a recomendação do mundo.

Na loja acabei por descobrir ainda a marca Festas da Maria (aqui) que tem decoração muito gira para bolos e para festas. Escolhi um 1 muito simples e uma espécie de estendal com bandeirinhas em pano cru.

Deixo apenas uma nota a quem vai deixar este bolo numa mesa onde existem crianças: querem todos depenicar as frutas e os brigadeiros do topo, foi um filme controlar algumas criaturas.

  




Miss Brownie website, aqui
Miss Brownie FB, aqui

Festas da Maria FB, aqui
Festas da Maria imagens, aqui


Vídeo AQUI                                                                             Vídeo AQUI

Estes vídeos são de aquecer o coração. Vimos mil vezes para matar saudades da Carmencita quando estivemos no Rio de Janeiro, logo a seguir ao aniversário. Todos os bebés deviam ter festas assim 



SHARE:

Gostei e comprei #45

Calças de malha, ZARA, refª 5536/111, 26€

Não sou adepta do estilo "roupa de estar em casa", a mesma roupa que uso na rua uso em casa, mas há tempos passei na ZARA e adorei o toque destas calças. Aquilo não me saiu da cabeça e dias antes da cirurgia plástica lembrei-me de ir comprar estas calças para uma semana em que vou estar enclausurada (por minha vontade, não tenho impedimentos para sair).

Que maravilha de malha!As calças não são justas a gangrenar, são soltinhas, duvido que as venha a usar na rua, mas para o conforto do lar, passar de sofá em sofá, passear entre os filmes de TV e surfar na net, é do melhorzinho que há. 

Estou encantada com estas calças, comprei um M, recomendo mesmo, mesmo. Podem consultar o modelo aqui em quatro cores.

Camisa de Lyocell, ZARA, 2371/997, 26€

A camisa não estava nos planos, mas assim que lhe toquei tinha de vir comigo. Alguém sabe o que é lyocell ou tencel? Tem um toque pele de pêssego, é uma maravilha da indústria têxtil que vale muito a pena. Sempre que aparecem camisas neste material quero logo experimentar.

Este modelo é cinzento claro (existia também em verde tropa, aqui), os botões são de mola como nas camisas denim e o corte favorece muito a figura. Também recomendo!

Comprei um S, podem consultar o modelo aqui.




SHARE:

15.3.18

Happy New Year 2018! – parte 2


Happy New Year 2018! – parte 1, ver aqui.


Mas as resoluções de ano novo não podem ser apenas profissionais. A minha lista de mudanças pessoais é longa porque fui sempre adiando o que queria fazer. Deixei-me ficar para trás em nome de outras coisas. Não há amarguras nisto, não creio que tenha sido má opção, mas o equilíbrio é a opção mais saudável e não posso ser uma workaholic a vida inteira. Eu também conto.

Depois das últimas decisões de trabalho (há ainda tanto por contar!), 2018 é o ano em que vou tomar conta de mim e fazer coisas que sempre quis.

Depois de ter a Carmencita, acho que envelheci imenso, assim quase da noite para o dia. Mesmo, olho ao espelho e não sou a mesma. Não quero parecer ter 20 anos outra vez, mas dá para envelhecer com bom aspecto?

Maminhas e rinoplastia, já foram as cirurgias agora que vos escrevo! Vou deixar este assunto para outros posts, estou em casa em recuperação, mas posso garantir que estou a adorar. Já sei que toda a gente quer o contacto do Dr. João Martins, podem consultar aqui a página web, aqui o FB ou aqui o Instagram. Costuma ter umas imagens giras. Mas, tudo sobre esta primeira fase das cirurgias que queria fazer, noutros posts (sim, porque ainda existe uma segunda fase. É só de detalhes e sem anestesia geral, nada de especial!).

Dentes e branqueamento. Uma das melhores decisões que tomei na vida foi alinhar os dentes com aparelho fixo (ver aqui). O único arrependimento foi não tê-lo feito antes, perdi tempo. Desde então, sou muito vaidosa dos meus dentes e ando há que tempos para fazer um branqueamento. Já tratei de fazer as moldeiras, já tenho o produto em casa, só falta começar! São uns 15 dias com 1,5h ou 2h com os moldes, nada de especial. Como estou em recuperação da cirurgia plástica, vou esperar mais uns dias.

Mas isto de alinhar os dentes tem que se lhe diga. Tenho um dente que nunca teve a mesma espessura no seu todo. Se o vir a um espelho por baixo ele tem uma forma triangular, está direito se olhar por dentro da boca, mas é meio desalinhado se vir de fora. Foi algo que devia ter pedido quando tirei o aparelho, que me “entortassem” o dente. E logo que se tira um aparelho os dentes querem voltar à sua posição original, pelo que usar contenção é obrigatório para o sucesso do tratamento. Como no meu caso não é possível aplicar uma contenção fixa na arcada superior (queria tanto!), tenho de usar contenção amovível e se me esqueço uns dias, os dentes querem logo retomar a sua posição original.

Então, naquele dente e só naquele dente, há uma pequena alteração de posição. Mínima, mas falei nisso e na última revisão a Dra. Rute Mendes disse que se quisesse, o Invisalign tratava do assunto em  cerca de 3 meses, pelo que fiquei a pensar. Já agora ficava com tudo mesmo perfeitinho. Estou a pensar nisso!

Porque já sei que perguntam, a exímia Dra. Rute Mendes, responsável pelos meus maravilhosos dentes, trabalha na LISCLINIC em Lisboa, aqui.

Peeling e laser anti-manchas. Outras das coisas que queria fazer era acabar com as manchas no rosto. A sério, este assunto tem-me comido por dentro. Comecei a fazer peelings suaves na CM Clinicas aqui por recomendação de uma amiga e adorei! Ainda só fiz dois, mas a pele fica de facto diferente e comecei a sair de casa sem aplicar qualquer maquilhagem. A pele fica mais uniforme, como se colocasse um BB Cream, estou fã, quero fazer mais dois este ano e depois fazer manutenções anuais. Além disso, para as manchas mais profundas e que o peeling já não me salva, queria tentar laser anti-manchas. Alguém tem recomendações para dar?

Regressar às massagens de drenagem linfática com a Patrícia que já me fez mais de 200 massagens. Estou há uns cinco anos com ela e ela com tantas leitoras! Um dia publiquei um texto sobre as minhas massagens drenantes e relaxantes, 1H30 de puro prazer aos preços de antigamente, pediram-me o contacto e de repente passei a ter dificuldades em agendar as minhas massagens! É assim de bom, quase me "prejudicou", mas eu gosto de dar trabalho a quem merece, portanto, a quem procura e ligar ou enviar SMS 927 352 820.

Voltar ao ginásio! Fui uma mula durante muito tempo, sempre a pagar a mensalidade e sem meter lá os pés. Sempre a aumentar a massa gorda, a precisar de ter juízo e para de colocar sempre o trabalho à frente. Em Fevereiro comecei, agora fiz as cirurgias plásticas e tenho de parar, mas em Maio recomeço e vou perder os 4Kg de gordura que arrasto no lombo sem os querer para mim. Me aguardem!

Aprender a comer mais vegetariano. Não me perguntem o motivo, não sei. Cada vez me apetece comer menos carne, mais legumes, mais peixe. Adoro sopas e pratos cheios de legumes, saladas de encher o olho, tenho feito uma lasagna de hummus extraordinária. Mas sei pouco sobre receitas vegetarianas. Quem quiser partilhar páginas online ou livros interessantes com receitas boas e úteis, sem me obrigar a ir buscar ervas lá para trás do sol posto, agradeço.

Viagens com tranquilidade. Cancelei um regresso à Tailândia em Novembro de 2017, passei para Fevereiro de 2018 e novamente senti que tinha de cancelar. Isto obrigou o PAM a ter de passar as suas férias em casa e nunca mais quero que aconteça. Não por trabalho! Vá lá que há dias fizemos uma escapadinha ao Rio de Janeiro que nos soube pela vida, namorámos muito, foi muito bom. Adoro estes momentos.

Apostar no blogue. Eu sei, estou a dizer isto há décadas, mas se não tinha tempo para tudo o que queria fazer nas minhas marcas que são o meu ganha-pão, imaginem a dificuldade de me dedicar ao blogue! O objectivo é voltar aos posts regulares (têm notado o meu esforço?) aumentar a qualidade da fotografia, profissional, com maquilhadora a sério, espaços a sério, imagem em bom, chega de amadorismo. Não é que não goste do registo actual, simples e natural, apenas acho que poderia dar mais. Ainda é só uma ideia, não estou 100% convencida, pois não sou modelo e não tenho aspirações a isso, mas gostava de tentar entrar num mundo mais moda, mais coisas bonitas e menos a selfie no elevador de casa para mostrar os trapinhos que os xuxus gostam.

Apostar no blogue não é entregar-me à publicidade de forma cega. Isto não é a minha fonte de rendimento, não quero que seja, serei sempre eu a escolher o que publico, o que recomendo e não há lugar a recomendações compradas. A seriedade e honestidade do que construí aqui não tem preço. Todos temos um preço é verdade, mas para o blogue não o encontrei e também não estou à procura.

Casa pronta. Catano, cheguei a esta linha até fechei os olhos e suspirei! Levei anos, anos!, a tentar ter uma casa mais parecida connosco do que com o PAM. Foi uma luta de quase uma década, mas lá fui vingando. O problema é que alterei várias divisões ao mesmo tempo, passou um ano e entre tapetes novos, sofás, cortinas, escritório, quarto da cria, casa de banho, etc, não tenho nenhuma divisão completamente concluída. Mas 2018 vai ser o ano!

Há novos móveis na sala, os tapetes estão a caminho, já escolhi a cor dos novos sofás, o Chesterfield em pele para o quarto vai chegar, já descobri o que quero para os WC de apoio, o quarto da Carmencita está em acabamentos (e também com tapete novo!), temos nova mesa de jantar, novas cadeiras para a mesa de jantar, já convenci o homem a um prazo para se livrar do aquário grande em substituição de uma peça de arte, aaaah... tem sido um work in progress que nunca mais acaba!

Daqui a cerca de nove meses vou entrar nos 40, mas vou entrar organizada e enxuta, mais leve e mais disponível para a vida. Daqui a 30 anos eu tenho de olhar para trás e sentir que houve um bom equilíbrio entre mim, a vida familiar, a filha (ou filhos, eu sei lá ainda), o marido e o trabalho. Preciso disto para saber que vai ser ou foi uma boa vida, como quis que fosse e não como as coisas obrigaram a que fosse, parando de me arrastar em alguns aspectos ou estar sempre a adiar tanta coisa.

Há uma frase que gosto muito e que diz “you will never have this day again, so make it count”. Acredito que os objectivos não se atingem sem trabalho árduo (e retrocessos) e que há um lado da nossa sorte que se constrói. Vamos lá ver se consigo fazer isto tudo até ao próximo aniversário e manter um registo saudável de equilíbrio na vida.

Então e os 40, são mesmo os novos 30? Wish me luck!


Importa dizer que em todas as recomendações que faço no post, sou cliente e pago como as outras pessoas. Sinto-me um bocadinho repetitiva em afirmar que tudo o que publico no blogue é porque sou verdadeira consumidora, mas tenho receio de ser interpretada como a maioria das pessoas olha para os blogues de hoje em dia. Sou cliente como outras pessoas, apenas partilho. O blogue não é a minha fonte de rendimento.




SHARE:

14.3.18

Happy New Year 2018! – parte 1


Feliz ano novo! Weee!

Ainda estamos no primeiro trimestre do ano, vou a tempo de resoluções de ano novo? Queiram perdoar este enorme atraso, mas agendei na minha cabeça um post sobre os meus desejos para 2018 e não havia meio de o publicar.

Tempo, ter tempo, torna-se um óbvio objectivo para este ano. É das coisas que mais preciso e aliás escrevo este texto no avião a caminho do Rio de Janeiro porque não me é possível trabalhar noutras coisas sem ter acesso à net. Em suma, é evidente que para poder dedicar-me a algumas coisas, só mesmo forçada, como agora.

Nos últimos meses, ter tido a Carminho tem-me feito pensar muito no que quero para agora e para amanhã. Que futuro estou a cultivar? Apesar de já ter uma boa equipa nos meus negócios, sinto que estou sempre a trabalhar. Quando a Sirly vai embora ao final do dia, fico com a miúda, às vezes a olhar para o relógio para ver quanto falta para se deixar dormir. O cúmulo foi no primeiro aniversário dela, estar pronta para sair de casa e jantar com o avô dela, e pensar que precisava tanto de estar a trabalhar.

Isto não faz sentido. E o tempo passa rápido. Juro que passa. Se antes de ter filhos achava que o tempo passava rápido com colecções de verão e de inverno a sair umas atrás das outras, agora com a Carminho parece que entrou em modo turbo. Ela está tão gira, numa fase tão querida, sou mesmo da opinião de que os bebés deviam chegar mais ou menos com 10 meses ou um ano. E sabendo que o tempo passa a correr, que agora é que começa a ser giro, que logo que entrem na escolaridade obrigatória ficam parvos, o que é que eu vou aproveitar?

Preciso de tempo, somei negócios, nunca guardo arrependimentos, mas a verdade é que isto já é muita coisa e eu quero poder trabalhar durante o dia, não pegar no computador à noite, não trabalhar de madrugada, não cancelar férias nem viagens, deixar de ter vida social a pensar que tinha era de estar a trabalhar. Se acontecer, que seja excepção e não um hábito quase diário, como tem sido.

Sempre disse que a ROS LISBON era a menina dos meus olhos, o meu primeiro negócio. Tinha-lhe um desmedido sentimento de posse, mas quando à falta de tempo se soma um ciclo vicioso de não conseguir fazer tudo, viver com atrasos, nervos e ansiedade, ser menos produtiva porque não está a correr tudo dentro dos planos – e oh!, se os negócios têm imprevistos! – temos de parar para pensar. E suspirar. E pedir opiniões às pessoas de quem gostamos e cujo raciocínio valorizamos.

A sensatez é imperativa para quem tem negócios. É preciso olhar para dentro e conhecer os nossos limites. Com o crescimento da minha marca de sapatos, comecei a chegar a um ponto que não conseguia acompanhar. E então fiz uma coisa que me custou horrores, mas custou mais pensar do que decidir, porque foi uma ideia bem amadurecida: vendi metade da ROS LISBON.

Se me dissessem que um dia iria fazer isto, gritaria “NUNCA!”. Mas estou muito em paz com a decisão e até contente. Acho que vai ser uma boa aposta.

Metade da ROS LISBON é agora também do JC, que já é meu sócio na ROS Beachwear e no The LOFT, um gestor de mão cheia, com quem me entendo perfeitamente, que trabalha como eu e juntos já levamos um historial de empreendedorismo com alguns anos que têm chegado para provar que nos entendemos. Grande profissional de gestão e finanças, não quereria vender metade da minha marca a nenhuma outra pessoa.

Isto vai permitir ter duas pessoas focadas a lutar pelo mesmo, vai permitir-me abrir mão de ter de gerir uma equipa (não é o meu forte), vai permitir-me concentrar-me no que realmente gosto de fazer, pesquisar materiais, fornecedores/fabricantes, ter ideias e construir colecções. O processo criativo é que é giro, é todo meu. O resto, finanças em geral, páginas excel, gestão de colaboradores, stocks, passo ao JC, obrigadinha.

Nada temam, a marca continuará igual, continuo a escolher materiais e modelos, o JC não terá mão nesse processo. Quer dizer, continuará igual mais ou menos. O bom disto é que passa a haver mais força de trabalho, a marca ROS vai crescer, vai tornar-se maior e mais completa, vêm aí novidades do catano! Mas mesmo!


Happy New Year 2018! – parte 2, aqui.



SHARE:

5.3.18

I love home style #28



Nichos, o que eu gosto de nichos 
Dava um mindinho para que a minha casa permitisse fazer este tipo de coisas.



SHARE:

Vou acabar carioca, gentxi!



Rio de Janeiro ✈
É a minha 8ª vez no Rio, mas o que é que isso interessa?

Precisamos de ir namorar. Fui.




SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig