17.9.21

Alternativa ao top coat da Sally Hansen


Já várias vezes tenho comunicado nas minhas redes sociais que não faço unhas sintéticas e que arranjo as unhas em casa. Em algumas pessoas isso causa muito espanto, afirmam que com elas seria impossível, mas eu garanto que é tudo uma questão de bons produtos e treino (podem saber mais sobre o tema aqui). 

Dou a minha palavra, é mesmo uma questão de treino. Só é preciso começar e vamos ficando cada vez melhores. E - quanto a mim - ficamos com unhas mais saudáveis, mais elegantes e sem se ver aquela coisa horrorosa que é o crescimento da unha e o tempo a passar para fazer render o valor investido no arranjo das unhas. É tão feio... reconheçam!

Um dos bons produtos a escolher para durabilidade do verniz sem descascar, para dar brilho e para secar rapidamente sem risco de acabar com as unhas cheias de marcas, é o top coat da Sally Hansen, o Mega Shine. É a descoberta da vida e, salvo erro, uso desde 2017. Comecei por comprar no El Corte Inglés (já não vendem), depois comprei vários nos EUA, depois passei a encomendar através da Notino e agora está parado. 

Ainda que eu tenha um pequeno stock deste top coat, infelizmente a Notino teve de interromper a comercialização da marca Sally Hansen, a marca deu a exclusividade a outro meio que desconheço e aguardo que nas negociações a revenda desta maravilha seja recuperada pela Notino. Para já estamos num impasse, mas assim que houver reposição trato de alertar.

Enquanto isso, recebo várias mensagens em que me perguntam por uma alternativa e existe, o Sleep Proof, Catrice. É o top coat mais semelhante ao da Sally Hansen, apenas lhe noto a diferença de ser mais demorado para retirar o verniz. Já experimentei vários, de marcas mais conhecidas, mais caros até, mas o da Catrice curiosamente é o mais barato, cerca de 3€ e também o melhor.

Enjoy! 


SHARE:

9.9.21

Nem sei bem o que é isto, mas é bom, tem grão e tofu!


Sem que eu saiba explicar o motivo, continuo (e já tem muito tempo) com esta sensação de que comer carne me faz cada vez menos sentido. Nunca me vou tornar vegetariana ou vegan, adoro um bom bife, não vivo sem ovos, adoro queijo, etc. Esta sensação nem passa muito pela defesa dos animais (devia), é mais uma questão lógica de bem-estar e saúde: o que a terra nos dá faz-me muito mais sentido.

O problema é que não sei comer desta forma todos os dias e em todas as refeições, mas vou experimentando, testando, lendo, o caminho faz-se devagar e se um dia tornar 75% das minhas refeições plant based, isso é espectacular!

Inventei ontem esta refeição enquanto empurrava o carrinho no supermercado. Sabia que queria uma refeição deste género para usar o tofu que tinha em casa antes que se estragasse e o resultado ficou tão bom que tenho de partilhar. O homem da casa estava deliciado!


meia cebola
3 cenouras 
1 nabo
1 saco de espinafres frescos do Lidl 
1 bloco de tofu Garam Massala do Lidl (nem sempre existe)
1 frasco de grão do Lidl
polpa de tomate com cebola e alho do Lidl
sal a gosto
azeite
água a ferver


Numa panela larga, refogar a cebola picada num fio de azeite.

Acrescentar as cenouras e o nabo cortado em cubos. Deixar cozinhar.

Acrescentar a polpa de tomate em quantidade a olho e um pouco de água a ferver para criar molho e cozinhar os legumes, mas não tanto que fique alagado. Temperar com sal a gosto.

Quando os legumes estiverem quase cozidos, acrescentar os espinafres, envolver e quando estiverem moles adicionar o grão escorrido.

Rectificar sal se necessário.

Cortar o tofu Garam Massala em cubos e acrescentar à panela. Este tofu tem um molho especial que torna este prato tão bom, mas é possível fazer com outro tipo de tofu.

Deixar cozinhar mais dois minutos, desligar o lume e já está!


Para quem sente necessidade, servir com um arroz thai ou basmati, deve ficar uma delícia. Mas uma sopa e este prato para mim é uma refeição mais que suficiente. 

Depois digam-me o que acharam 



SHARE:

31.8.21

SOS borbulhas!

Conheço bem a Vichy de nome, mas é uma marca da qual tenho poucas experiências (por motivo nenhum, calha assim). Já o PAM conhece bem a linha de homem, é cliente e adora. 

Há uns meses, em passeio na internet descobri com óptimas reviews o Vichy Normaderm SOS. Não tenho acne, nunca tive nem em adolescente. Mas aparece-me uma borbulha de vez em quando. E também posso dizer que era mais raro acontecer do que quando começou a pandemia. Isto das máscaras fez-me aparecer borbulhas com mais frequência do que era habitual, geralmente na linha do maxilar e com a utilização de máscaras descartáveis. Comigo, se forem máscaras de tecido é mais raro aparecerem borbulhas, mas em alguns locais não permitem a utilização de máscaras reutilizáveis e se for muito tempo e com calor, já adivinho o que vai acontecer.

✔️ O Vichy Normaderm SOS é uma pasta que tem na sua composição enxofre, niacinamida, ácido glicólico e que seca as borbulhas. Aplico à noite uma camada generosa em cima da borbulha, vou assim para a cama e no dia seguinte já só existe um rasto da maldita. Seca as borbulhas, atenua a vermelhidão e o inchaço. Tudo o que uma pessoa precisa.

Não sei dizer como funciona este SOS em casos de acne, mas em casos de borbulhas esporádicas como eu tenho posso garantir que é excelente para ter na gaveta, sacar da embalagem e tomar logo conta do assunto antes que a borbulha se ponha com ideias gritantes. Recomendo!



SHARE:

18.8.21

I love home style #45


Estas cadeiras... há muito que querem ter um caso comigo 



SHARE:

16.8.21

Discos desmaquilhantes reutilizáveis




Preferências há muitas, mas quanto a mim já há muito tempo que procurava discos desmaquilhantes reutilizáveis. E encontrei!

A utilização de discos desmaquilhantes reutilizáveis são a alternativa para os tradicionais discos de algodão, uma boa opção para pessoas ecologicamente conscientes (como eu). O meu maior problema prendia-se no facto de quase tudo o que encontrava no mercado ser branco e de algodão. E já sabemos que a maquilhagem não perdoa por melhor lavagem que se faça. Acabam sempre por vir lavados com ares de sujo. Por isso procurei discos com cor e em duas encomendas diferentes arrisquei os da Garnier e depois os da Notino, ambos excelente opção que recomendo.

✔️ Os discos desmaquilhantes da Garnier são muito macios, adequados para usar no rosto, olhos e lábios, com uma microfibra reutilizável 100% poliéster (lembra-me o material de peluches), criados para remover a maquilhagem sem agredir a pele. De todas as vezes que foram à máquina, estes discos regressaram devidamente limpos no lado rosa, talvez mais encardido no lado branco, mas não sujo. Importa dizer que é raro usar maquilhagem muito escura. Para mim o grande senão destes discos é a camada dupla de tecido e - não sei - se existe alguma esponja no meio ou se é o tecido que tem um lado esponjoso. Como têm uma área grande, ao passar na pele dobram-se por terem duas camadas. Resolvo a questão dobrando o disco pela metade. A caixa tem três unidades e só está disponível numa cor.

✔️ Os discos desmaquilhantes da Notino cumprem exactamente o mesmo trabalho que os anteriores, mas têm apenas uma camada de tecido, não se dobram na utilização, são mais finos (gosto mais) e o tecido é capaz de ser mais macio, tem 80% de poliéster e 20% de poliamida. Os que tenho são cinzentos, o que para mim é uma mais valia no que toca a manchas que possam não sair na máquina e têm regressado das lavagens impecáveis. Estes discos estão disponíveis em três cores, voltarei a encomendar, desta vez nas versões fúcsia e em preto, a melhor opção para maquilhagem escura e garantia de que ficarão sempre com bom aspecto.

Entre uma marca e outra, é difícil escolher, gosto de ambas, mas se não conhecem nenhum começaria pelos discos desmaquilhantes da Notino nas várias cores.

Toda a gente sabe que a utilização de discos desmaquilhantes reutilizáveis é uma opção ecologicamente consciente, mas isso não quer dizer que tenha abandonado completamente os discos de algodão. Se calhar algumas pessoas conseguem, mas eu ainda não estou lá. No entanto, é inegável que reduzi muitíssimo a utilização de discos de algodão e uma redução de descartáveis é sempre a favor do ambiente e por isso a aquisição vale a pena. Verdade seja dita, acredito que com a opção dos discos pretos da Notino consiga reduzir ainda mais a utilização de discos de algodão, até porque depois de me desmaquilhar faço sempre uma limpeza de rosto com água e algum gel apropriado para não deixar quaisquer resíduos.

Mesmo que não consigam mudar tudo, mudar alguma coisa é sempre espectacular para ir poupando o planeta.

Boas compras!


SHARE:

9.8.21

Just saying #22



SHARE:

2.8.21

I love home style #44



SHARE:

29.7.21

Protecção solar para desporto outdoors (e não só)

Desportos ao ar livre com transpiração e protecção solar é uma mistura que não apetece nada! Mas foi uma seguidora que me sugeriu a linha Sports da Shiseido, uma marca que tenho em muito boa conta e ultimamente tenho explorado mais.

A Shiseido Sports é uma linha de protecção solar especialmente concebida para desporto outdoors. E - trust me - um sonho para quem gosta de sentir a pele sequinha.

✔️ A bruma Shiseido Sun Care Sports Invisible Protective Mist SPF 50+ deve ser dos sprays mais secos (sem secar a pele) que já experimentei. É uma protecção de absorção imediata e sem sombra de sensação pegajosa. Percebemos a ideia de ser um produto "desportivo" e ainda tem o plus de ser frio que refresca quando nos sentimos cheios de calor.

✔️ O compacto Shiseido Sun Care Sports BB Compact SPF 50+ tem sido o melhor compacto de rosto, estou tão contente com esta descoberta! É aquela protecção com cor, perfeita para tapar melasma ou cicatrizes, uma espécie de segunda pele com tom de pele para cobrir tudo aquilo que não queremos que escureça. Aplico no rosto inteiro (mesmo) e mantém-se impecável: alisa todas as imperfeições da pele, repele o suor, não escorre pelo rosto, dura e dura.

Obrigada à seguidora que me fez estas sugestões, belíssima descoberta que recomendo!



SHARE:

15.7.21

I love home style #43



SHARE:

13.7.21

Clinique Chubby Lash, a máscara de pestanas que ganhou o meu coração

 



Confesso, sou a maior esquisitinha com máscaras de pestanas e tenho exigências na escolha:

1. Não pode colar as pestanas.
2. Tem de alongar e fazer diferença.
3. E por último, mas talvez mais importante, não pode criar grumos!

Nunca compreenderei as mulheres que se passeiam com nacos de máscara pendurados nas pestanas, quais tarântulas falecidas. Sempre que vejo uma coisa dessas é como ver um espinafre no meio dos dentes: não consigo olhar para outra coisa. Fora o facto de me parecer uma coisa extremamente deselegante.

Por isso, na minha missão quando escolho uma máscara, é imperativo que alongue cada pestana sem deixar resíduos e já percebi que para esse efeito uma escova de silicone costuma ajudar.

Já sou cliente Clinique há muito, mas muito tempo. A máscara de pestanas Clinique Chubby Lash Fattening Mascara não é nova, mas nunca lhe tinha dado a devida atenção e tem uma óptima crítica online.

Passei por uma loja de rua, experimentei o tester e adorei! Mas ainda faltava ver como se comportava ao longo do dia, se quebrava e se ia deixando migalhas caídas nas maçãs do rosto. E não, tudo impecável, esta máscara preencheu todas as minhas exigências e passou a ser a preferida do momento. De tal forma que todas as outras que tinha nas minhas gavetas de maquilhagem, ofereci.

Ultimamente estou numa de "limpar" as gavetas, manter apenas os preferidos absolutos de qualidade, ter menos quantidade e mais qualidade.

Encomendei a Clinique Chubby Lash Fattening Mascara na Notino com um óptimo desconto, aproveitem enquanto ainda está em vigor!




SHARE:

15.6.21

Toda a protecção solar que uso no rosto tendo melasma ou o que devem usar para atrasar o envelhecimento da pele - parte II


Ler "Toda a protecção solar que uso no rosto tendo melasma ou o que devem usar para atrasar o envelhecimento da pele - parte I", aqui.

Para este texto a minha ideia passou por experimentar (quase) todos os protectores solares de rosto interessantes da ISDIN e foi a Place Santé que me proporcionou a experiência.

Eu já era consumidora de uma boa parte destes solares, experimentei alguns novos, foi um trabalho que levou semanas a concluir, mas deu-me muito prazer.

A Place Santé tem 25% de desconto nos solares da ISDIN e outros, não é um código meu, é aproveitar porque a promo só dura mais uns dias.

Nos restantes produtos e nas mais variadas marcas da Place Santé, o código ANAROS10 dá 10% de desconto. 












SHARE:

3.6.21

Algarve: onde ficar em Albufeira e na Fuseta


Riquezas, bem sei o drama que é querer ir de férias em cima da hora e andar às voltas na net sem saber para onde ir.

Trago-vos aqui duas possibilidades, uma de amigos, outra de uma prima, em sítios diferentes do Algarve, porque toda a gente gosta de saber que vai ficar numa casa de pessoas civilizadas. E como imaginam, ninguém me paga para fazer isto, estou apenas a ajudar quem tem os espaços com disponibilidade e pode ser que ainda ajude a quem me lê. Ouro sobre azul!


A Casa 427 do Clube Albufeira Garden Village é de amigos que gosto de coração, o Bruno e a Sara, boa gente, excelente espaço para quem tem crianças, quer fazer praia e piscina e quer ficar no centro de tudo. Este aldeamento fica a 20min de Vilamoura (é geralmente o meu ponto de referência para ter noção das distâncias). Cancelamentos de estrangeiros à última hora disponibilizaram uma série de semanas, o que pode ser a sorte de alguém. Podem consultar o calendário aqui e os preços (com promos de última hora) aqui.

A casa é um T2 bem familiar, inserido dentro do aldeamento com casas brancas típicas do Algarve, cheio de jardins arranjadinhos, quatro áreas de piscinas (uma delas aquecida no inverno), tem ginásio, campo de mini-golf, campo de ténis, you name it. Para quem nem quer pegar no carro, tem estacionamento gratuito e o aldeamento tem um shuttle gratuito para a praia. 

​A casa tem dois quartos, um deles com WC privado, mais outro WC, a sala ainda tem sofá-cama de casal, a cozinha está equipada para poderem fazer todas as refeições, mas também existem restaurantes no aldeamento e em Albufeira.

A casa tem ar condicionado (importante!), duas TV com canais por cabo (na suite e na sala), tem máquinas de lavar roupa, de lavar loiça, fogão elétrico, forno, microondas, frigorífico, arca congeladora, máquina de café Nespresso, não vos faltará nada.


Outra opção é a casa da minha prima Mafalda, a Casa Pombalinho, que nasceu de juntar o útil ao agradável: como vive e trabalha em Bruxelas, tem aqui o seu spot para gozar o verão e um investimento para rentabilizar. Também podem consultar aqui o IG da casa.

Na Fuseta, este T2 proporciona um tipo de férias completamente diferente, longe do rebuliço algarvio de verão para quem prefere estadas mais calmas e viver longe das pessoas. Esta é uma centenária casa de pescador que foi restaurada, inserida no meio da pacata vila, em cima da praia (não é preciso deslocar-se de carro), com distância a pé para o areal, para os cafés, mercados e comércio da Fuseta. Literalmente, podem dar-se ao luxo de sair da praia para ir à casa de banho ou ir trocar a garrafa de água por uma mais fresca. É mesmo em cima da praia.

A casa tem dois quartos, um deles com WC privado, sala, cozinha equipada, terraço com vista mar e equipado para belos grelhados, ar condicionado, internet, TV com canais por cabo, Netflix, tudo em bom para relaxar.


Boas férias, riquezas!


SHARE:

30.5.21

Oil for all


Não sou grande conhecedora da Redken, mas tão boas reviews que li deste óleo levaram-me a querer experimentar.

Para começar, este é o óleo menos óleo que alguma vez experimentei. É tão líquido e aquoso que nem parece um óleo de cabelo, foi a primeira característica que lhe reparei. Mas por isso mesmo, é perfeito para as pessoas que têm cabelo fino, que têm cabelo oleoso ou que sentem que o cabelo precisa de ser lavado mais rapidamente quando usam óleo de cabelo.

Em suma, diria que é o melhor óleo até para as pessoas que não gostam de óleo de cabelo (mas que até gostavam de usar). De facto, o nome que lhe deram faz-lhe muita justiça: Oil for All da Redken.

Por ser tão aquoso, é provavelmente o óleo mais leve que já experimentei e gostei disso porque praticamente não deixa resíduos nas mãos.

Pode ser usado em cabelo seco o molhado, deixa o cabelo fica brilhante e com toque suave, ajuda a diminuir o frizz, é bom para definir a ondulação (quando me dá para deixar o cabelo natural), não pesa (não fica com efeito de cabelo colado à cabeça), protege o cabelo do calor, tem um cheirinho agradável e discreto, a embalagem é bonitinha (que os olhos gostam de ver) e o produto é transparente.

Este é o óleo que mais tenho usado nos últimos dias e it's a keeper, recomendo! 


SHARE:

29.5.21

Just saying #21


Verdade, verdadinha.

SHARE:

25.5.21

Creme Espuma Hidratante de Limpeza, um vencedor da CeraVe



Já há algum tempo que sigo um dermatologista americano no IG, dá pelo nome de Dr. Tomassian e tem uma forma de comunicar muito desempoeirada, leve e acessível. Desfaz mitos e faz recomendações para todo o tipo de carteiras, gosto disso.

E uma marca que ele recomenda com frequência é a CeraVe, líder nos EUA e que começo a ver muito falada por cá. Desenvolvida com dermatologistas, oferece cosmética complementar para restauro e aperfeiçoamento da pele.

Decidi experimentei e encomendei o CeraVe Hydratating Cream to Foam Cleanser ou, como baptizado por cá, CeraVe Creme Espuma Hidratante de Limpeza.

Experimentei and it's a winner! Adorei, acredito que sirva mulheres e homens de forma igual e acredito ser óptima opção para adolescentes

O que mais gostei foi a textura cremosa (mesmo cremosa!), espalhar na pele mal molhada, fazer um creme, acrescentar mais água para fazer espuma, enxaguar e experimentar uma pele que não repuxa após a limpeza.

Este creme de limpeza facial é enriquecido com ceramidas, ácido hialurónico e aminoácidos, numa fórmula que elimina sujidade e qualquer sombra de maquilhagem, ao mesmo tempo que hidrata e repara a barreira protetora da pele.

Para quem é importante: a fórmula foi concebida com pH fisiológico, testado sob controlo oftalmológico, hipoalergénico e sem perfume. Cheira a creme sem cheiro, completamente inofensivo.

Num estudo realizado com 55 mulheres dos 19 aos 59, estas consideraram que o CeraVe Hydratating Cream to Foam Cleanser remove com eficácia a maquilhagem sem deixar resíduos (100%), que limpa eficazmente a sujidade (100%), que é agradável de usar (98%), que não irrita a pele (98%) e que deixa a pele macia e hidratada (98%). Confirmo, muito bom.

Recomendo!



SHARE:

24.5.21

I love home style #42

Era isto. 

Temperatura amena, trabalho longe da cabeça, sunset espectacular, um riesling gelado e horas de conversa 



SHARE:

28.4.21

Haverá solução para o meu cabelo?

 

Mais do que para vós (apesar de ter uma boa recomendação), este texto é para me ajudarem a mim.

À semelhança do que fazem para protecção solar, hidratantes, melasma, muitas vezes me pedem que faça referência a bons produtos de cabelo. E a verdade é que não o faço muitas vezes porque tenho um mau cabelo: não é encaracolado nem ondulado, é um frizz constante, seco com raízes mais para o oleosas, partido, difícil de disciplinar... é das coisas que menos gosto em mim. 

E por isso é algo que em casa lhe dedico pouco tempo. Lavo o cabelo, tento usar bons produtos, tenho um bom secador de cabelo e é isto, num registo, it is what it is.

Mas ultimamente tenho lido com atenção alguns artigos sobre cuidados de cabelos e cheguei à conclusão que se dedicar mais tempo ao meu cabelo como dedico à pele, talvez tenha melhor resposta.

E foi o que fiz hoje: tomei banho sem lavar o cabelo, coloquei uma toalha nos ombros, humedeci o cabelo com um spray de água (com aquelas garrafinhas que se usa para borrifar a roupa quando se engoma) e apliquei a máscara Holistic Hair Care Hyaluronic Acid & Aloe da Apivita, madeixa por madeixa. Fui usando a água do spray para não deixar secar a máscara e deixei no cabelo uns 20 minutos. Depois lavei o cabelo com um champô normal e apliquei o condicionador da mesma linha da Apivita, o Holistic Hair Care Hyaluronic Acid & Aloe. Tenho pena de não ter o champô, mas irei tratar disso.

Uma coisa que tenho feito toda a vida é usar máscara, poucas vezes condicionador e nunca um a seguir ao outro. Mas quando lemos nas instruções que é para usar um a seguir ao outro não é por acaso, nem uma manobra de marketing para se comprar mais um produto. Existe um motivo, que eu sempre conheci, mas ao qual encolhi os ombros: é que as máscaras abrem a cutícula do cabelo e os condicionadores fecham. Portanto, há anos que concluo a lavagem com um produto que deixa a cutícula aberta e anos disto, mais as tintas de cabelo, podem perfeitamente ter deixado o cabelo ressequido como o sinto ultimamente.

A máscara prolongada que fiz hoje, numa só aplicação devolveu imensa suavidade ao cabelo e - foi evidente - muito menos frizz! Para quem tem cabelos finos ou normais, esta máscara e condicionador têm 97% de ingredientes de origem natural, hidratam de verdade (têm ácido hialurónico, aloé, mel e proteínas de aveia que restauram a fibra capilar), conferem elasticidade para o cabelo não partir (graças aos óleos de jojoba e de azeitona) e dão um toque muito melhor em apenas uma utilização. Só uma!

Então pensei: e se eu fizer isto mais vezes, sem ser a despachar, com o cabelo húmido em vez de estar alagado em água, daqui a dois ou três meses tenho um cabelo agradável e mais fácil de pentear? Vou testar e é aqui que vocês entram. 

Tenho nos planos fazer o Olaplex nº 3 (que parece ser uma verdadeiro game changer), experimentar mais produtos Apivita, da Phyto e queratina. Quais são os vossos produtos de cabelo preferidos, aqueles "não vivo sem" que quando acaba a embalagem já têm outra de reserva?



SHARE:

27.4.21

I love home style #41



SHARE:

21.4.21

Mousse no banho


A propósito da saúde mental nesta pandemia, sobre estarmos longe das pessoas de quem gostamos, sobre a gratidão de dar e receber, há umas semanas presenteei amigas com um conjunto de preferidos (podem ver/ouvir o vídeo aqui no IG) para que pudessem colocar um pouco de vaidade em si mesmas.

Nesse conjunto de preferidos encontrava-se uma mousse de duche da Dove que não creio que exista em Portugal (encomendei). Uma amiga ligou-me para perguntar em jeito de surpresa: "que mousse é aquela?!". E é tão boa que confessou o egoísmo de ir esconder do marido e dos filhos.

É mesmo uma maravilha: as Dove Shower Mousse que descobri na Notino assemelham-se à textura de uma espuma de barbear, lavam a pele, são fofas na experiência táctil, perfeitas para quem usa lâmina, hidratantes (embora para mim não substitua um creme pós duche) e ainda têm um very nice price na ordem dos 3€ e 4€. 

Existem diversos cheiros, o de Rosa (nunca encomendei, pois não é um cheiro de flor que aprecie), o de Açaí (minhanossasinhora!), o Coconut Oil e o Argan Oil.

À excepção do de Rosa que não pretendo encomendar, já experimentei os outros três e são todos muito, mas muito bons, com especial destaque para o de Açaí. Muito recomendável, até para oferecer.

Adoro produtos de duche e banho, não só de ficar cheirosa, mas também que me façam gozar mais a hora de higiene e é daquelas coisas que estou sempre a ver o que há de novo, gosto de experimentar.

Quais são os vossos preferidos?





SHARE:

20.4.21

I love home style #40

 

Gosto!


SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig